Loading...

sexta-feira, 22 de abril de 2016

ATX-BA - UTILIDADE PUBLICA - Ampliação da Capacidade de Diagnóstico das hepatites virais

Cidades
A | A
Quarta-Feira, 20 de Abril de 2016, 07h:50 | Atualizado:
Estado orienta municípios a participar da Jornada de Hepatologia
Da Redação
Com o objetivo de ampliar a capacidade de diagnóstico das hepatites virais e garantir o acompanhamento desses pacientes nas unidades básicas de saúde, a Secretaria de Estado de Saúde, por meio das áreas de Vigilância em Saúde e Atenção a Saúde, orienta que os municípios participem da III Jornada de Hepatologia. O evento promovido pela Sociedade Brasileira de Hepatologia (SBH) será realizado no período de 09 a 11 de junho, em Cuiabá.

A Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica explica que o evento propõe capacitar um profissional de perfil médico da atenção primária de cada município do estado. Além disso, os profissionais indicados pelos municípios não pagarão a taxa de inscrição do evento.

“Aqueles municípios que não puderem mandar um profissional dentro do perfil solicitado, podem enviar outros profissionais da atenção básica ou que trabalhem nos Serviços de Atenção Especializada (SAEs)”, explica a coordenadora de vigilância epidemiológica, Flávia Guimarães. Ela ressalta a importância da participação dos 141 municípios “para que possamos fortalecer o serviço oferecido para os pacientes com diagnósticos de hepatites virais”.

Os profissionais de saúde que participarem da Jornada serão capacitados para realizar o diagnóstico precoce das hepatites virais, que são doenças lentas e silenciosas e podem evoluir para cirrose e câncer hepático.

Para participar da III Jornada de Hepatologia os interessados devem entrar no site da Secretaria de Estado de Saúde, preencher a ficha de inscrição e encaminhar para o e-mail coatba@ses.mt.gov.br. O prazo para envio das fichas é até dia 29 de abril.

Hepatites virais
A hepatite é causada por vírus e compromete o fígado, um dos órgãos mais importantes do corpo humano. As hepatites virais mais comuns são a A, B e C, entretanto, há outros tipos como os vírus D e E.

A transmissão da hepatite A ocorre pela transmissão fecal-oral ou por água e alimentos contaminado. Os vírus tipo B, C e D são transmitidos por meio da relação sexual desprotegida, transfusão de sangue e derivados contaminados, uso de drogas, compartilhamento de seringas agulhas, escova de dentes, lâmina de barbear e outros objetos.

Para a detecção da doença são oferecidos testes rápidos para as hepatites B e C, que ficam disponíveis para a população no decorrer do ano todo nas Unidades Básicas de Saúde. Além disso, todo o tratamento farmacológico, assim como a imunização contra hepatite A e B, é ofertado pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Algumas medidas de prevenção devem ser adotadas como o uso de preservativos em todos os tipos e em todas as relações sexual, além de não compartilhar utensílios pessoais são fundamentais para não ser contaminado. No caso da hepatite B é preciso manter o esquema vacinal, com as três doses, em dia.
Fonte:http://www.folhamax.com.br/cidades/estado-orienta-municipios-a-participar-da-jornada-de-hepatologia/83168