Loading...

quarta-feira, 29 de julho de 2015

ATX-BA - UTILIDADE PUBLICA: AÇÕES CONTINUAM DURANTE CAMPANHA HEPATITES

http://videos.r7.com/testes-rapidos-e-de-graca-para-hepatite-c/idmedia/55b95fba0cf27197dd2eb904.html

ATX-BA - Utilidade Publica: Campanha prevenção das hepatites continua.

Campanha da Associação de Pacientes Transplantados da Bahia (ATX-BA) em parceria com Mulheres em Ação - Dra. Rogéria, que foi ao ar hoje no Bahia no Ar da Rede Record, com Jéssica Senra.
Hepatite, uma doença silenciosa que pode matar.
VIDEOS.R7.COM


FONTE: http://videos.r7.com/hepatite-c-contagio-por-compartilhamento-de-objetos-pontiagudos/idmedia/55b8df9e0cf25e38f7fbdcb9.html

ATX-BA - Campanha de prevenção das hepatites B e C

A ATX-BA continuando com suas ações para comemorar o Dia Internacional das Hepatites, hoje em parceria com a Associação Cristo Rei e do Presidente da Juventude PRB em Simões Filho, Antony Cordeiro, estaremos realizando testes rápidos para hepatite C durante esta semana, além de distribuição de folders informativos sobre a prevenção das hepatites B e C.

Hoje Antony Cordeiro deu uma entrevista na Rádio 93.1 Sucesso FM em Simões Filho, onde abordou a importância do teste rápido para hepatite C e o encaminhamento das pessoas para os Centros de Tratamento e Acompanhamento quando o teste for positivo. Além falar da campanha que está coordenando.

Continuando a informar:

A hepatite C está sendo considerada como uma doença de proporções epidêmicas em todo o mundo, com uma estimativa de 3% da população mundial infectada, segundo a Organização Mundial da Saúde - OMS. Isto representa entre 170 e 200 milhões de indivíduos infectados, e que devido a sua periculosidade passou a ser o maior desafio da história para os serviços de saúde pública. Estamos frente a um universo de contaminados entre cinco e sete vezes superiores aos infectados pelo HIV/AIDS. No Brasil, a estimativa aceita oficialmente pelo Ministério da Saúde, e que 2,6% da nossa população já esteja infectadas, o que representa 4,5 milhões de brasileiros doentes, dos quais 95% deles não foram ainda detectados.

A detecção deste infectados e de extrema importância, por que:

A hepatite C atinge 2,6% da população brasileira, sendo que atinge índices próximos de 4% -  na população acima de 50 anos.

- Na população brasileira estima-se que existam cerca de 4,5 milhões de infectados pela hepatite C.

- A hepatite C atinge a todos, adultos e crianças, homens e mulheres, ricos e pobres, qualquer raça ou credo, sem distinção.

- Entre 90 e 95% das pessoas infectadas pela hepatite C não sabem da sua condição, uma vez que nos defrontamos com uma doença que geralmente evolui silenciosamente, sem produzir sintomas de maior intensidade, podendo ser identificado fisicamente somente quando surgir uma de suas complicações crônicas.

- Grande parte da população infectada com hepatite C contraiu o vírus nas décadas de 70 e 80, numa transfusão de sangue ou recebendo um produto derivado de sangue, ou compartilhando agulhas com usuários de droga que eram infectados com hepatite C.
Antes de 1990, não havia como testar o sangue à procura do vírus da hepatite C.

- Quase 95% da população infectada não faz nenhum tratamento ou controle para diminuir a progressão do dano hepático.

- O tratamento das complicações das cirroses ou do câncer no fígado possuem um custo muito superior ao tratamento da hepatite C, sem consideramos ainda os custos com perda de capacidade produtiva do individuo e gastos com aposentadoria.

- A qualidade do tratamento atual está muito aquém do desejável, o que indica necessidade urgente de adoção de medidas educativas, tanto para os profissionais de saúde, como para a comunidade.

A hepatite C não detectada, tratada ou mal controlada é responsável por várias complicações agudas e crônicas, conforme mostram os dados abaixo:

- As mortes causadas pelas hepatites virais e suas complicações ultrapassam as decorrentes do HIV/AIDS.
- Estudo realizado pela FIOCRUZ mostra que a cirrose hepática é a sétima causa de redução de anos de vida entre os homens e a 12° entre as mulheres, em ambos os sexos à frente da AIDS.
- A hepatite C e responsável por 70% das indicações para transplante de fígado.
- 25% dos infectados evoluem para a cirrose ou o câncer no fígado após duas décadas de infectados.
- Os infectados pela hepatite C têm chances superiores de desenvolver doenças relacionadas à infecção, entre elas doenças autoimunes,  complicações renais e diabetes, entre outras.

Em face de estes dados, fica plenamente justificada, do ponto de vista médico-social, a prioridade que a detecção dos atuais infectados e a boa assistência ao paciente com hepatite C deve ter na definição das políticas federais, estaduais e municipais de saúde.

terça-feira, 28 de julho de 2015

ATX-BA EM CAMPANHA - DIA INTERNACIONAL DAS HEPATITES


Hoje no Dia Internacional das Hepatites A ATX-BA  com a participação das Mulheres em Ação
(Dra. Rogéria Santos) e apoio da Força Jovem estamos na Praça do Shoping Bahia (Iguatemi) estamos distribuindo folders com informações das hepatites B e C e conversando com o publico sobre prevenção e tatamento.

A hepatite C é silenciosa e reponsável por 70% dos transplantes de fígado.



sexta-feira, 24 de julho de 2015

ATX-BA - JULHO AMARELO - DIA INTERNACIONAL DAS HEPATITES



Em comemoração ao Dia Internacional das Hepatites a ATX-BA estará realizando algumas ações em parceria com algumas entidades:

Grupo CALEBE/Mulheres em Ação 
Dia 21/07/2015
Horário: 08 as 12 horas
Endereço: Av. ACM, 4197, em frente ao Shopping da Bahia (Iguatemi)
Testes hepatite C: 300
Responsável: Pr. Nailton de Jesus Santana/ Dra. Rogéria Santos Tel. (71) 9241-9308.
Distribuição de folders e cartazes.

Associação Beneficente e Cultural dos Moradores do Parque Bela Vista (comunidade) e distribuição de folders e cartazes.
Dia: 29/07/2015
Horário:  08:00 as 13:00 horas.
Testes hepatite C: 125
Endereço: Rua Ararenda, 284 - Parque Bela Vista de Brotas - Comunidade da Polemica.
Responsável:  Lívia Lima Tel. (71) 3451-7041

Associação Cristo Rei
Dias: 27 e 28/07/2015
Horário:  a partir das 08: 00 horas
Local: Bairro Cristo Rei - Município de Simões Filho/BA
Testes hepatite C:  350
Responsável: Antony tel. (71) 9164-7879
Distribuição de folders e cartazes.

Força Jovem Universal e Mulheres em Ação - montagem de 2 tendas para  distribuição de folders e exibição de filme sobre Hepatites B e C do Ministério da Saúde. Além de orientação e encaminhamento para testes nos Centros de Tratamento e Acompanhamento (CTA), caso sejam do grupo de risco para hepatite B e  C.
Local: Praça do Shop Bahia (Iguatemi).
Horário: 8:00 as 12:00 horas
Contato: Dra. Rogéria Santos Tel. (71) 9241-9308
Com distribuição de folders e cartazes. 

OMARP - Organização de Mulheres em Ação de Itapuã
Dias: 29 e 30/07/2015
Horário: 14 as 17 horas
Local:  Ladeira do Abaeté, s/n - Itapuã - Escola Rotary
Testes hepatite C: 240
Contato: Gildete Domingos dos Sanros Tel. (71) 8158-0604 


Realização: Associação de Pacientes Transplantados da Bahia (ATX-BA).

Apoio: Ministério da Saúde/Coordenação Hepatites, DIVEP/SESAB, Deputada Federal Tia Eron, Grupo Otimismo, Mulheres em Ação, Coordenação PRB Juventude Simões Filho, Vereador Arnoldo Simões  (Camara Simões Filho). 




domingo, 5 de julho de 2015

ATX-BA - Campanha "Dia Internacional das Hepatites"




                                       


HEPATITE B
A hepatite do tipo B é uma doença infecciosa também chamada de soro-homóloga, causada pelo vírus B (HBV).
Transmissão: Como o VHB está presente no sangue, no esperma e no leite materno, a hepatite B é considerada uma doença sexualmente transmissível.
Sintomas: A maioria dos casos de hepatite B não apresenta sintomas. Mas, os mais frequentes são cansaço, tontura, enjoo e/ou vômitos, febre, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras. Esses sinais costumam aparecer de um a seis meses após a infecção.
Diagnóstico: É feito por meio de exame de sangue específico.
Como se prevenir: Usar camisinha em todas as relações sexuais e não compartilhar objetos de uso pessoal, como lâminas de barbear e depilar, escovas de dente, material de manicure e pedicure, equipamentos para uso de drogas, confecção de tatuagem e colocação de piercings.
HEPATITE C
A hepatite C é causada pelo vírus C (HCV), já tendo sido chamada de “hepatite não A não B”. O vírus C, assim como o vírus causador da hepatite B, está presente no sangue.
Transmissão: Compartilhamento de material para uso de drogas (seringas, agulhas, cachimbos, entre outros), higiene pessoal (lâminas de barbear e depilar, escovas de dente, alicates de unha ou outros objetos que furam ou cortam) ou para confecção de tatuagem e colocação de piercings; de mãe infectada para o filho durante a gravidez; sexo sem camisinha com uma pessoa infectada.
Sintomas: O surgimento de sintomas em pessoas com hepatite C aguda é muito raro. Entretanto, os que mais aparecem são cansaço, tontura, enjoo e/ou vômitos, febre, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras. Quando a infecção pelo HCV persiste por mais de seis meses, o que é comum em até 80% dos casos, caracteriza-se a evolução para a forma crônica.
Diagnóstico: Depende do tipo do vírus (genótipo) e do comprometimento do fígado (fibrose). Para isso, é necessária a realização de exames específicos, como biópsia hepática nos pacientes sem evidências clínicas de cirrose e exames de biologia molecular.
Como se prevenir: Não compartilhar com outras pessoas nada que possa ter entrado em contato com sangue, como seringas, agulhas e objetos cortantes. Entre as vulnerabilidades individuais e sociais, devem ser considerados o uso de álcool e outras drogas e a falta de acesso à informação e aos insumos de prevenção como preservativos, cachimbos, seringas e agulhas descartáveis.
FONTE: Ministerio da Saúde
http://www.blog.saude.gov.br/index.php/570-destaques/34206-voce-sabe-diferenciar-as-hepatites-a-b-c-d-e-e