Loading...

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

domingo, 14 de fevereiro de 2016

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

ATX-BA - Utilidade Publica:Campanha de Doação de Órgãos da ABTO com Messi.

Messi participa de campanha da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos
10 FEV2016 17h30       
        
Uma campanha da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos, da qual participam artistas e personalidades do esporte como o jogador argentino Lionel Messi, foi abraçada por várias entidades estrangeiras que fomentam esse tipo de ação, informaram nesta quarta-feira os responsáveis pela iniciativa.

O músico Bruno Saike, líder da banda He Saike e promotor da campanha, contou à Agência Efe que o vídeo "Juntos Outra Vez", uma versão em português da música "Sueño Dorado", foi "adotado" por organismos que promovem a doação de órgãos na Alemanha, Uruguai, Chile, Estados Unidos, Sérvia, Canadá e Colômbia.

A iniciativa foi amparada como campanha institucional da Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO) e entre os 128 convidados para participar do vídeo estão a cantora italiana Laura Pausini, o jogador Robinho e o bicampeão mundial de Fórmula 1 Emerson Fittipaldi.

O técnico da seleção masculina vôlei, Bernardinho, o campeão mundial de surfe Gabriel Medina, o ex-jogador Carlos Alberto Torres, o desenhista Mauricio de Souza e o ginasta e medalhista olímpico Arthur Zanetti são outros dos apoiaram a campanha.

Além da Fundação Leo Messi, a campanha "foi adotada oficialmente por entidades como a ATU (Associação de Transplantes do Uruguai), a CT (Corporação de Transplantes) do Chile e a Sociedade Europeia de Transplantes de Órgãos (ESOT), a principal da Europa em transplantes e doação de órgãos", afirmou Saike.

Também aderiram à campanha a Associação Mundial de Medicina (WMA), com sede na França; a Fundação Nacional de Trasplantados (FNT) da Colômbia, a Organização Internacional de Receptores de Transplantes (TRIO) e a Sociedade Internacional dos Enfermeiros de Transplante (ITNS), ambas com sede nos Estados Unidos.

A ONG Segunda Chance e a Fundação Nacional de Transplantes (NFT) dos Estados Unidos, o Diário de Transplantes do Canadá, a Rede de Doadores da Sérvia (DMS) e a instituição Atletas pela Doação de Órgãos da Alemanha se uniram igualmente à campanha brasileira.
Saike espera que esta "repercussão internacional" da campanha "reforce os esforços" no Brasil, um país que apesar do aumento de doadores ainda vive problemas para enfrentar a realidade do processo que requer um transplante.

O ativista e músico lembrou que recentemente um jovem morreu porque não havia um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) disponível para o transporte do órgão doado.

"Aconteceram 42 casos desse tipo em 2015, quando a FAB foi requerida e haviam aeronaves disponíveis. E isso porque existe uma lei federal que dá prioridade a este tipo de atendimento, tanto em aeronaves militares como comerciais", ressaltou Saike.

O vídeo da nova versão da música do argentino Abel Pintos, interpretada pela banda He Saike em parceria com a cantora Tânia Mara, tem mais de 800 mil visualizações no YouTube desde que foi lançado, em setembro.

Fonte: http://saude.terra.com.br/messi-participa-de-campanha-da-associacao-brasileira-de-transplante-de-orgaos,0eaca8e2abf22a6ff954adbb09ee1dc0wm1hll4p.html

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

ATX-BA: UTILIDADE PUBLICA: PROJETO FIQUE SABENDO DA PREFEITURA DE SALVADOR.

Sayonara Moreno – Correspondente da Agência Brasil







Quase 150 foliões tiveram o resultado positivo para HIV, hepatite C e Sífilis nos cinco primeiros dias de carnaval em Salvador.

O Projeto Fique Sabendo, da Prefeitura Municipal tem duas unidades instaladas nos circuitos da folia, atua na prevenção das doenças sexualmente transmissíveis (DST’S) e incentiva a detecção precoce dessas enfermidades com de testes rápidos.

Ao chegar a um dos postos de atendimento, o folião fica sabendo do resultado 30 minutos depois, a partir de uma gota de sangue. Este ano, cerca de 3 mil exames já foram feitos: para HIV, 31 casos foram confirmados, 105 para Sífilis e 10 para Hepatite C.

Segundo a Prefeitura de Salvador, o posto da Barra (Circuito Dodô), foi o local que mais fez testes (1.560), seguido da unidade do Centro Histórico com 1.341 testes coletados.

As unidades funcionam até hoje (09), às 21h, no Centro Histórico e até as 22h, na Barra. As pessoas que descobrirem ser soropositivas recebem assistência de uma equipe com vários profissionais (enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais e bioquímicos) que realizam a triagem e o encaminhamento para exames específicos em uma unidade de saúde.
Durante os dias de carnaval, a Secretaria de Saúde da cidade distribui preservativos e orienta os foliões sobre a importância de se prevenir contra as doenças sexualmente transmissíveis. Nos estabelecimentos da cidade, camisinhas são distribuídas, gratuitamente, nos balcões e o folião pode pegara quantidade que quiser. Além disso, nos circuitos, caixas foram instaladas em frente às unidades de saúde, para que o cidadão retire os preservativos com facilidade e se previna de doenças.
No ano passado, a Secretaria Municipal de Saúde identificou 36 casos de pessoas soropositivas, 150 para sífilis e cerca de 25 para Hepatites B e C.
Edição: Maria Claudia
Fonte:http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2016-02/carnaval-em-salvador-oferece-testes-de-hiv-hepatite-c-e-sifilis-folioes

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

ATX-BA: UTILIDADE PUBLICA: HEPATITE ATACA TAMBÉM NO CARNAVAL

Hepatite ‘ataca’ também no Carnaval, alerta especialista

Cuidados simples, como o uso de preservativo nas relações sexuais, evitam o contato com os vírus
A maior festa popular do país também esconde “vilões” como os vírus das hepatite A, B e C, que atacam o organismo de forma silenciosa e podem causar danos irreversíveis ao fígado.Para evitar o contato com a doença, principalmente durante o carnaval, é importante seguir algumas recomendações. Segundo o médico hepatologista Carlos Baia, coordenador dos transplantes de fígado do Hospital de Transplantes Euryclides de Jesus Zerbini, unidade da Secretaria de Estado da Saúde gerenciada em parceria com a SPDM (Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina), o uso de preservativo é fundamental para evitar a contaminação com o vírus do tipo B, que em 70% dos casos é transmitido em relações sexuais e tem poder de contágio até 100 vezes mais do que o vírus da Aids. O sexo com camisinha também protege contra outras doenças sexualmente transmissíveis, a exemplo da Aids.
“Sexo seguro deve ser feito com camisinha, seja durante o carnaval, ou ao longo do ano. O contágio com a hepatite B pode ocorrer em uma única relação sem proteção”, enfatiza.  A vacina contra a hepatite B está disponível na rede pública de saúde para pessoas com até 49 anos de idade. Para garantir a imunização são necessárias três doses. 
Também é importante ficar atento na hora das refeições. Alimentos e até mesmo água comercializados nas ruas ou em ambientes precários, sem que haja condições básicas de higiene, podem estar contaminados e servir de vetores para a hepatite A.
O ideal é evitar, inclusive, dividir copos, latinhas de cerveja e talheres, pois este tipo de vírus é transmitido, também, pelo contato pessoal. “A troca de saliva pode transportar o vírus. Portanto, não compartilhar bebidas com desconhecidos, por exemplo, é uma forma de prevenção”, explica o especialista. 
A hepatite C é a maior responsável pela cirrose hepática em todo Brasil e desencadeia cerca de 40% dos transplantes de fígado realizados no Estado. Transmitido pelo sangue contaminado, o vírus do tipo C sobrevive por várias horas ou até por alguns dias fora do corpo. 
“A maior preocupação em períodos de festa é com os usuários de drogas injetáveis, que costumam dividir seringas e, sem saber, acabam se contaminando”, destaca Carlos Baia. 
A preparação para o carnaval também exige cuidados contra as hepatites B e C. Para as mulheres a dica é levar o seu próprio kit com alicate e outros instrumentos às manicures. 
Já os homens devem ficar atentos à higiene com tesouras e outros utensílios na ida ao barbeiro. E se a folia incluir, também, uma nova tatuagem no corpo, só vale se as agulhas do estúdio forem esterilizadas. 
Fonte:http://www.gazetarp.com.br/saude/noticia/2016/02/hepatite-ataca-tambem-no-carnaval-alerta-especialista.html
 Por Da Redação em 01/02/2016 às 15:40