Loading...

domingo, 14 de setembro de 2014

ATX-BA: PACIENTES TRANSPLANTADOS DO HOSPITAL ESPANHOL NA BAHIA PRECISAM DE APOIO

 
Hospital Espanhol suspendeu as atividades após crise que já dura dois anos.
g1.globo.com
 
Até que tudo isso se resolva como fica a situação dos transplantados que são atendidos na Unidade de Transplante de RIM Hospital Espanhol. Como vão fazer os exames de rotina e de urgência, como vão pegar as receitas  dos imunossupressores (medicamento que evita a rejeição do órgão transplantado), que hospital de retaguarda terão para se internar em casos urgentes e eletivos, e o principal como serão acompanhados  se os médicos que o atendem é que sabem de toda história do seu transplante e de suas intercorrências, para onde irão seus prontuários.
 
Mandar o paciente transplantado para qualquer unidade de urgência ou emergência sem que tenha um profissional que atue na área de transplantes é um risco para este paciente, pois, é preciso entender de imunossupressão, ter dados do paciente (prontuário) para saber que medicamentos podem ou não serem usados.
Precisamos que o gestor público da área nos dê instruções claras:
- como e onde pegar as receitas que precisamos;
- aonde realizar os exames já marcados e não realizados e os de rotina;
- no caso de urgência como proceder para  entrar em contato com a Coordenação de Transplantes se precisar de internamento e ou precisar realizar procedimentos que necessite internação;
- como e aonde medir os níveis séricos de alguns imunossupressores que estes pacientes usam e são dosados mensalmente;
Estas são algumas das indagações que muitos pacientes transplantados que eram acompanhados no Hospital Espanhol estão fazendo ao em entrar em contato com a Associação de pacientes Transplantados da Bahia.
Precisamos de informações e instruções concretas imediatamente.
 
                                                                             ATX-BA